Ano Novo, Novo Ano Letivo e Velhos Problemas na Educação Municipal em Gameleira da Lapa

Written by: Editorial

Em mais um episódio de preocupação de pais de família, de alunos e funcionários, a estrutura física do Anexo II da Escola Municipal Irmã Petronila Muller está cada vez mais precária, umas das piores construções públicas dos últimos tempos na Região.

O Anexo II foi construído por volta do ano de 2003 com duas salas e, tempo depois, teve a construção de mais seis salas entre 2005 e 2006. Ambas as construções de péssima qualidade e de engenharia precária. Resultado disso foram os sucessivos riscos que alunos e professores correram ao longo desse tempo.

No episódios de maior temor, em 2016 parte significativa do teto do Anexo II desabou e, por sorte, não havia atividade na escola. Rachaduras, infiltrações e problemas na infraestrutura continuaram a acontecer mesmo depois de alguns reparos. Entre os itens da estrutura, o telhado é o que mais preocupa (veja link abaixo).

Já o Anexo III foi construído em 2016, possuindo apenas 2 salas para atender a demanda. Mas, já existe sinais de rachaduras na estrutura, ou seja, mais problemas pela frente. 

Enquanto isso, o Conselho Municipal de Educação e seus respectivos membros ainda não se manifestaram sobre a atual situação da escola, seja reunindo com os professores e funcionários ou dialogando com os alunos e familiares. O conselho é importantíssimo para o desenrolar desta situação. Por outro lado, o Ministério Público Estadual (MPE) fez uma visita em 2017 a Escola e constatou várias irregularidades na estrutura do Anexo.

A escola possui três anexos, sendo o mesmos construídos em períodos diferentes: o I possui 33 anos, o II tem 15 anos e o III apenas 2 anos.

O Anexo I, que é o mais antigo, construído ainda na década de 1980 (1985), tempo em que o Distrito de Gameleira da Lapa pertencia ao município de Bom Jesus da Lapa, mostra uma qualidade sem dimensão, de uma engenharia altamente invejável. Inaugurado pela então Secretária de Educação da época, Vera Lisboa, o prédio não apresenta nenhuma deficiência física e muito menos estrutural, um exemplo de obra pública.

Por outro lado, como o Anexo II detém a maior parte da salas de aula e com os riscos apresentados até então, o mesmo foi parcialmente interditado. Uma parcela dos alunos foram alocados em outra unidade escolar do Distrito.

Isso porque, de forma solidária, o Governo do Estado através do Núcleo Territorial de Educação-02 (antiga DIREC), cedeu algumas salas de aula na Escola Estadual Thomaz Leite para os alunos da escola municipal, isso desde setembro de 2017. Enquanto não tiver solução na Escola Municipal, os alunos devem permanecer na unidade da rede estadual para não serem prejudicados.

A Escola Thomaz Leite não tem sido afetada pelo o contingente de pessoas na unidade, porque parte dos seus alunos foram transferidos para o anexo da escola na comunidade de Vale Verde.

Portanto, a Escola Irmã Petronila Muller é a principal e a única escola municipal em Gameleira da Lapa. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (INEP), através do Censo Escolar 2016, a escola possui 513 alunos e 55 funcionários.

De modo geral, no que diz respeito a infraestrutura, a escola não possui acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência, não possui biblioteca, e não tem laboratório de informática e nem internet na unidade, o que naturalmente prejudica o aprendizado dos alunos e dificulta o desempenho dos docentes.

Ao que tudo indica, pelas normas técnicas e regimentais, uma nova escola municipal deverá ser construída, com melhor estrutura e tecnologia, trazendo melhorias no aprendizado, segurança e tranquilidade a toda população, principalmente aos alunos, professores e funcionários.


Matérias Relacionadas:

Parte do Teto da Escola Irmã Petronila Muller Cai na Madrugada

Category: Jornal do Povo