Classe Trabalhadora Reage e Vai Parar o Brasil no dia 28 de Abril

Crise política, crise econômica, crise institucional e avanços da operação Lava Jato estão cada vez mais evidentes, no entanto, o Governo Temer e o Congresso tentam aprovar reformas que vão afetar toda a população, seja quem trabalha ou mesmo aquele que ainda busca oportunidade.

Muitos especialistas afirmam que o problema neste momento não está nas reformas, mas sim em resolver os problemas políticos e punição nos casos de corrupção já expostos a sociedade. Após resolver essa "descaração" é que poderia ser pensar em reformas.

O pior de toda essa turbulência é que os atores não querem ou queriam se sensibilizar se as mudanças vão afetar o trabalhador rural, o pobre, o povo do Norte/Nordeste ou as mulheres.

Nitidamente, a maioria dos que estão na frente do processo não sabem o que é uma roça (zona rural), não convive com o pobre, não conhece o Norte/Nordeste e despreza o papel da mulher na sociedade. Tais reformas podem até ser necessárias, mas não levar estas diferenças em conta perde qualquer credibilidade de prosseguir a discussão.

A mobilização já tem a adesão de várias classes de trabalhadores do setores públicos e privados em 26 Estados e no Distrito Federal: bancários, rodoviários, metroviários, professores, aeronautas, petroleiros, metalúrgicos, químicos e entre outras categorias profissionais.

Reforma da Previdência

O Governo alega elevado déficit da previdência e aumento na expectativa de vida do brasileiro como sendo os principais motivos da reforma.

Resumidamente, a proposta envolve aumentar a idade mínima para ter direito ao benefício, maior tempo de contribuição e mínimo para garantir o direito, elevar a idade mínima do trabalhador rural, do agricultor familiar e do pescador.

No Censo do IBGE em 2010, Sítio do Mato tinha apenas 1.059 habitantes com 60 anos ou mais de idade, isto é, menos de 10% da população do município. E a cada 10 pessoas com essa faixa etária, 7 moravam na Sede Sítio do Mato, o que evidencia a baixa expectativa de vida fora da sede do município.

Reforma Trabalhista

Resumidamente, a proposta revoga 18 pontos da CLT e prevê terceirização, flexibilização da jornada, fatiamento das férias e fim da contribuição sindical.

Muitos especialistas apontam uma forte precarização dos direitos trabalhistas, mesmo que seja positiva na geração de emprego. Mas é aquele ditado, "o trabalhador vai se submeter a qualquer coisa ou ficará desempregado. Este é o risco."

Congresso

As propostas já estão em andamento no Câmara dos Deputados. A Reforma trabalhista deve ir a votação ainda neste mês. Enquanto isso, a Reforma Previdenciária deverá ir ao plenário no mês de maio, o mês do Trabalhador.

Category: Jornal do Povo
Acessos: 297
0 Acesso: 297

Recebimento de Diárias Indevidas É Alvo de Denúncias em Sítio do Mato

Após denúncias na Câmara de Vereadores de Sítio do Mato sobre o mau uso de recursos do município destinados ao pagamento de diárias, uma sequência de casos vêm sendo revelados sobre a prática. Até agora, às denúncias atingiram o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), o ex-Vice-Prefeito, as Secretarias de Saúde e de Infraestrutura, conforme matérias dos Portais Tribuna do Oeste e Correio do Oeste.

Pelos menos quatro agentes públicos vêm sendo contestados sobre o mau uso de recursos públicos do município. A acusação alega incompatibilidade das viagens programadas, dos recursos pagos e falta de comprovação de viagens ou incoerência nos destinos anunciados.

Diante da turbulência, o Diretor do SAAE pediu exoneração que rapidamente foi aceito pela Prefeitura Municipal. Nos demais casos não obtivemos informações se a prefeitura abriu apuração interna para verificar os fatos mencionados. A maioria dos casos aconteceu na gestão anterior do atual Prefeito, e há registro na Secretaria de Infraestrutura neste novo mandato.

Caso seja evidenciada a provocação ao Ministério Público e a Justiça aceite às denúncias apresentadas, os denunciados poderão ter que ressarcir os cofres públicos e responder aos inquéritos decorrentes da sindicância.


Os órgãos citados poderão encaminhar nota para nossa redação: gameleira@gameleiradalapa.com.br

Leia na íntegra as matérias sobre os casos citados:

Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE)

Ex-Vice-Prefeito

Secretaria de Infraestrutura 

Secretaria de Saúde

Category: Jornal do Povo
Acessos: 257
0 Acesso: 257

Situação do Transporte Escolar foi Regularizado, Afirma Secretaria de Educação do Estado da Bahia

A reportagem que tratou da questão do transporte escolar dos alunos da rede estadual no Distrito de Gameleira da Lapa - Município de Sítio do Mato, já começa a ganhar um desfecho positivo.

Os alunos do Colégio Estadual Thomaz Leite de algumas comunidades rurais estavam sem o devido transporte. Pais e alunos entraram em contato com nossa redação e a matéria gerou grande repercussão. As autoridades rapidamente inciaram o diálogo para apresentar possíveis soluções.

As pendências burocráticas inerente ao caso da falta de transporte escolar dificulta medidas emergenciais, e com isso retarda algumas resoluções mais diretas para o caso. A hierarquia e as responsabilidades também demandam dos gestores atuações exemplares.

A Secretaria de Educação do Estado da Bahia, através da sua assessoria de comunicação (Ascom), emitiu nota comunicando que a situação já foi normalizada sobre o transporte dos alunos do Thomaz Leite. A secretaria estadual apresentou rapidez e teve habilidosa movimentação para solucionar a questão reportada.


Na ocasião, o notório empenho da Diretora do colégio, Gardênia Ferreira, tem sido fundamental para o desenrolar das dificuldades que a escola vem enfrentando. A professora Gardênia tem sido preventiva e eficaz em manter o pleno funcionamento a rotina do colégio, mesmo diante das problemas conjunturais do setor no estado como um todo.

Segundo informações, além de solucionar a questão do transporte escolar, o Governo do Estado deve convocar emergencialmente, para o Thomaz Leite, mais três professores via Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), em razão dos ajustes estabelecidos, quando na ocasião três outros professores (REDA) deverão deixar o quadro da instituição de ensino.


Observação: Caso as instituições citadas queiram justificar ou antecipar alguma informação, encaminhar nota para nossa redação: gameleira@gameleiradalapa.com.br 

Reportagem relacionada:

Alunos Estão Sem Aula Por Falta de Transporte Escolar em Sítio do Mato

Category: Jornal do Povo
Acessos: 419
0 Acesso: 419