Roubos Foram Registrados Na Madrugada No Distrito de Gameleira da Lapa

Written by: Editorial

Mais casos da violência "silenciosa" voltam a acontecer na zona urbana do Distrito de Gameleira da Lapa, Município de Sítio do Mato. Dois casos de roubo foram registrados ao longo da madrugada na localidade.

Nossa equipe logo pela manhã acompanhou as informações e confirmaram que na madrugada desta quarta-feira, 13 de dezembro, foram roubados dez botijões da gás de uma propriedade comercial e outra ocorrência foi de furto de grande quantidade de mercadorias de um revendedor de confecções.

Até o momento não há informações sobre paradeiro dos bens levados e nem seus autores. O valor dos produtos também ainda não foram contabilizados e não foi divulgado o prejuízo total.

A rotina de casos como estes começa a preocupar a população que está indefesa e ainda sem saber como agir nestas situações. "As dificuldades são tão grande que o Posto Policial fica a cerca de 40 km de distância", relata uma moradora a nossa redação.

"Apesar da localidade ser carente de melhores condições de vida, a população de Gameleira da Lapa sempre tem lutado para ganhar seu pão de cada dia, no qual um pai ou mãe de família que trabalha aqui é digna de esforço, persistência e muito suor", destaca uma professora. E é justamente quando acontece atos como estes que deixa a população inconformada.

A população de Gameleira da Lapa continua desorganizada quando se trata de temas coletivos importantes. Faltam associações e lideranças locais que se unam em prol de causas como estas - independente de questões políticas - que articule e leve juntos aos poderes públicos municipais e estaduais as demandas da sociedade civil da localidade.

Um Posto Policial é um apelo antigo e digno ao ser humano porque ele seria preventivo e não sanguinário, como em outras localidades. Já foram encaminhados ofícios e pedidos as autoridades. Porém, tudo indica que o modelo das políticas públicas atual despreza municípios pequenos e força a população que quiser ter este privilégio ir morar nos grandes centros, o que parece contraditório.

Além disso, a Prefeitura precisa avaliar suas condições para implantar a Guarda Civil Municipal e tornar a segurança efetiva em todo município, tornando mais independente a vontade e garantia da segurança, além de devolver a tranquilidade as localidades.

Espera-se que com mais este caso a Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP) busque ajudar e atuar nessa região o quanto antes, senão a população poderá ficar desiludida com a presença do Estado para manter a ordem e a segurança pública.

Category: Últimas Notícias