Duas Adolescentes Morrem no Rio São Francisco em Sítio do Mato

Na tarde deste sábado, 6 de maio, aconteceu uma fatalidade no Rio São Francisco na cidade de Sítio do Mato. Duas adolescente tiveram suas vidas ceifadas após se afogarem nas águas do "Velho Chico".

Segundo relatos à nossa redação, as duas jovens e mais uma outra criança caíram em um "pé de banco" (local íngreme submerso), quando tomavam banho. Somente a criança foi salva durante a tentativa de resgate.

Os corpos da vítimas foram encontrados pouco tempo depois. Informações preliminares indicam que uma delas tenha chegado com remotos sinais vitais no Hospital Municipal de Sítio do Mato, porém não resistiu e também veio a óbito.

As duas jovens são do Município de Santana e estavam em Sítio do Mato a passeio. As vítimas eram irmãs, sendo que uma tinha 11 anos e a outra 13 anos de idade. O acontecimento deixou a população de Sítio do Mato em estado de choque e solidária com a família. De fato, uma fatalidade que abalou a todos.


O Rio São Francisco vem sofrendo o forte assoreamento, porém não se deve confiar nos bancos de areia que se formam ao longo do rio. Nesses intervalos podem ter situações em que uma parte rasa do rio se intercala com "pé de bancos" profundos, aumentando os riscos aos banhistas. Nesses pontos a correnteza do rio é mais forte em razão do desnível. Essa situação é ainda mais arriscadas para aqueles que não sabem nadar. As imagens via satélite mostram um pouco de como são formadas esses bancos de areia de difícil percepção ao olho humano.

As imagens abaixo são meramente ilustrativas, servindo apenas para que toda comunidade busque alternativas para evitar fatos e acontecimentos com este.  Deve participar desse empenho a sociedade civil, autoridade públicas, empresários locais e demais possíveis colaboradores.

Para evitar novas tragédias, a Prefeitura deveria criar grupamentos salvas vidas municipais, com o objetivo de cuidar das prevenções e ações nas áreas de banho, como no Cascalho, na Sede em Sítio do Mato, e no Porto do Areão, em Gameleira. Existe uma grande movimentação de banhistas nesses locais nos finais de semana, seja de residentes, visitantes ou turistas, mas sem uma devida cobertura e proteção de profissionais especializados nessas áreas de aglomerados.

A ideia proposta tem o foco em sinalizar pontos recomendados (flutuantes), mapeamento dos riscos potenciais, com presença de profissionais qualificados para qualquer ação de urgência. A segurança faz toda diferença na hora do lazer no Rio São Francisco. Aos banhistas continua a mesma orientação: cautela e muita atenção, principalmente para quem não sabe nadar.

Category: Últimas Notícias
Acessos: 3798

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 500 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 1-500 caracteres