Caos Continua no Colégio Estadual em Gameleira da Lapa

Nos últimos meses, o Colégio Estadual Thomaz Leite tem vivido vários dilemas para o seu pleno funcionamento. Apesar da diretora do Núcleo Regional de Educação (NRE-02) ter visto de perto o drama dos alunos e conseguir apresentar algumas soluções, a dificuldade para a efetividade do ano letivo ainda é notória.

Alguns professores que lecionaram sob o regime PST reclamam que não foram pagos alguns meses. Os débitos do Governo do Estado com mais de sete docentes varia de 2 a 5 meses de salários atrasados. Isso, acaba por tumultuar ainda mais o estresse da educação no Distrito.

A falta de professor da disciplina de Português continua sem solução. O caso é que a atual professora tem problemas de saúde, e no momento está em tratamento em outro Estado da Federação o que a impossibilita de lecionar, por isso se encontra afastada. Mesmo assim, o diretoria regional de educação (NRE-02) ainda não tomou a decisão de nomear um novo professor ou buscar insistentemente uma solução para o impasse. A Secretaria de Educação do Estado já tem o devido conhecimento, porém não adotou nenhuma medida até o momento.

Se não bastasse o problema da disciplina de Português, outras disciplinas podem cair na mesma situação. Isto porque, alguns professores do Colégio Estadual são também professores na rede municipal de ensino. E recentemente, a Secretaria Municipal de Educação realizou novos rearranjos nos turnos, extinguindo o matutino, concentrando os alunos no turno da tarde.

Esta decisão impactou diretamente na rede estadual, porque três professores teriam que optar onde lecionar, dado o choque de turmas. Como são concursados municipais e apenas REDA no Estado, a rede estadual estaria em desvantagem. Este caos, deixou vários educadores preocupados pois o ano letivo do Distrito de Gameleira da Lapa estaria comprometido.

Segundo informações, a prefeitura estaria com dificuldades financeiras de disponibilizar mais um ônibus para pegar alunos na zona rural do Distrito. As negociações persistem na tentativas de colocação de mais um ônibus e o desfecho das mudanças na rede municipal resolveria parte da problemática.

Diante desses fatos o colégio também vive o dilema da nomeação da nova diretora. Após os serviços prestados ao Colégio em mais de 21 anos, a atual diretora, srª. Felícia, estaria em processo de aposentadoria, como é esperado para todo trabalhador que é regido pelas leis trabalhistas. Alguns educadores viu como positiva a mudança, reconheçendo o trabalho de sr.ª Felícia, mas é também necessário uma alternância no comando na área educacional. Os pais e alunos estão extremamente preocupados, sendo que alguns até já solicitaram transferência dos seus filhos para Colégios de Sítio do Mato e Bom Jesus da Lapa.

O conselho de educação elegeu a professora Gardênia Ferreira, atual vice-diretora, pois a mesma tem todos os pre-requisitos exigidos pela Secretaria de Educação do Estado da Bahia. A nomeação deve sair a qualquer momento.

Portanto, a possível solução agora está nas mãos da Secretaria Municipal de Educação, que precisa entrar em entendimento com o Colégio Estadual para evitar um caos maior na educação do ensino médio no Distrito de Gameleira da Lapa. É importante que o bom senso prevaleça.

Caso não seja possível, a Secretaria de Educação do Estado da Bahia teria que agir energicamente para sanar todas as demandas do Colégio Estadual.

TEMAS RELACIONADOS:

Diretoria Regional de Educação Reuniu Com Alunos Do Thomaz Leite

Alunos do Colégio Thomaz Leite Mobilizam pela Falta de Professor e Qualidade da Merenda

Category: Últimas Notícias
Acessos: 747

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 500 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 1-500 caracteres