Multinacionais Negociam Compra de Linhas da Abengoa na Região Oeste

A empresa Abengoa estava sendo responsável pela construção do chamado “Linhão” que escoaria a energia produzida em Belo Monte, e também por obras de energia renovável e infraestrutura no País. Parte dessas obras estava concentrada na Região Oeste da Bahia. A multinacional tinha frentes de trabalho em Riachão das Neves, Barreiras, Santana, Bom Jesus da Lapa, Igaporã, Livramento de Nossa Senhora, Ibicoara, Planaltino, Castro Alves e Sapeaçu.

No entanto, as dificuldades financeiras da empresa na matriz - que é sediada na Espanha- levaram a empresa a decretar o pedido falência, o que afetou sobremaneira às atividades da empresa no resto do mundo, inclusive no Brasil. O resultado disso foi corte de vários empregos, dívidas e prejuízos elevados nos municípios, nos quais a empresa tinha operações.

Diante desse cenário desolador, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e o Ministério de Minas e Energia (MME) buscaram várias soluções para que as obras continuassem e a região não fosse prejudicada com este empreendimento, que beneficiará não somente a Região Oeste, mas o País inteiro.

Segundo informações, duas empresas estrangeiras já manifestaram interesse em assumir os ativos de transmissão da Abengoa no país. Dentre elas, uma empresa estatal chinesa que já declarou interesse, mas não especificou o andamento das negociações. Executivos da companhia estiveram no Brasil e realizaram várias reuniões para estabelecer a proposta pelo negócio.

O governo quer definir o quanto antes os novos donos dos ativos da Abengoa para que as obras não atrasem e também não inviabilize a concessão. A nova empresa será responsável pelas obras em construção e também da operação das linhas de transmissão.

Esperar-se que com essa definição, o retorno do dinamismo na região, com geração de emprego e aumentos nos negócios relacionados as obras, como construção civil, alimentação, máquinas e equipamentos, alojamento e transportes.

Category: Últimas Notícias
Acessos: 448

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 500 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 1-500 caracteres
  • Nenhum comentário encontrado