A CASA DO SABER

Written by: Editorial

A CASA DO SABER, “Resgatando e Valorizando os saberes artísticos”.

A conjunção de força foi muito importante. “Agradeço o apoio incondicional de Anderson Viana , Moraes Lima e também da Associação de Moradores de Gameleira e Região (AMGL) pelas complementações na ajuda deste projeto que vai transformar a concepção dos nossos jovens sobre o aspecto cultura”, pontou Aparecido.
Nossa comunidade e a Associação de Moradores de Sítio do Mato Gameleira e Região, juntamente com a comissão vem organizando e realizando durante 07 (sete), anos o projeto cultural ano do saber, o 1º ano do projeto ano do saber, serviu de experiência, já no 2º ano do projeto conseguimos juntar com outras pessoas e assim formamos uma comissão e já tínhamos uma ideia mais avançada, criar o projeto com o objetivo de abranger todo o município, foi assim que deu certo, já no 3º ano de projeto tivemos a participação de escolas, associações, comunidades e grupos artísticos participando e apresentando no projeto, a partir do 4º ano em diante nosso projeto teve uma dimensão tão grande que além do município, tivemos a participação de outros municípios vizinhos no projeto dia do saber, que hoje já é uma referência das manifestações culturais em nossa região e assim já chegamos a sétima edição desse tão importante projeto.

 

Nosso projeto Ano do Saber além de buscar meios eficazes para preservar nossas manifestações culturais, busca e incentiva nossos adolescentes, jovens, adultos e o publico em geral a praticar esportes e preservar os costumes dos nossos antepassados, como por exemplo:

Grupo de Capoeira;

Grupo de Reisados;

Roda de São Gonçalo;

Sapateados;

Dança de rua;

Grupos de Quadrilhas Juninas;

Grupo de Teatro;

Marujada;

Grupo de Dança entre outros.

Essa é a nossa política social, mostrar para a sociedade que cultivar a cultura e praticar o esporte podemos formar nossa juventude para vencer o alcoolismo, as drogas e a violência que a cada dia vem tomando conta da nossa sociedade. o projeto cultural ano do saber, foi desenvolvido pensando na preservação cultural da nossa região com a participação dos grupos artísticos e folclóricos, ou seja, lutar para melhorar a qualidade de vida dos quais nosso projeto atinge, isto é, buscando meios eficazes juntamente com os agentes de saúde e com a direção municipal de saúde campanhas afim de conscientizar nossa juventude na prevenção de doenças, vícios de alcool, cigarro, drogas, etc.

JUSTIFICATIVA DO PROJETO ANO DO SABER

Nosso projeto comunitário Ano do Saber, foi criado porque nosso município de Sítio do Mato Estado da Bahia, apesar de ser uma cidade com mais de 12.161 (Doze mil, cento e sessenta e um ), Habitantes e ser uma das piores no IDH em 2012 do Estado da Bahia segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas ( IBGE), Não dispõe de espaços culturais que atendam especificamente as camadas populares em seu direito de criação, fruição e difusão cultural. O projeto ANO DO SABER é um momento de capacitação, formação, exposição de artes culturais, populares e folclóricas desencadeando os saberes dos nossos artistas, resgatando a nossa cultura que a muito tempo estava no esquecimento e inserindo os jovens usuários de álcool e drogas no processo de formação através das oficinas e cursos profissionalizantes que vem de encontro as nossas necessidades consolidando assim um ponto de cultura para o público adolescentes e jovens do nosso município, pois temos a capacidade de articulação e de envolvimento de diferentes setores sociais. A coordenação do Projeto Ano do Saber, pleiteia esse patrocínio devido a falta de apoio que até o momento não temos por parte da administração pública do nosso município. Já são 6 (seis), anos de projeto consecutivo e até então não temos recebido qualquer incentivo para custear o referido projeto. É diante da falta de apoio com a promoção dos direitos humanos e com a cultura que nossa coordenação luta para que os nossos jovens e adolescentes continuem participando ativamente desse projeto que é muito importante na área social e cultural. Pois para consolidarmos precisamos de recursos próprios para atender de imediato todo planejamento e gastos internos.
 

OBJETIVO GERAL DO PROJETO

O Projeto Ano do Saber “Resgatando e Valorizando os Saberes Artísticos da Juventude” tem como meta principal: Criar espaço de formação para inserir os jovens e adolescentes usuários de álcool, drogas e etc. Capacitar e promover os mesmos para seu direito de fruição e difusão artístico cultural, tornando assim agentes multiplicadores dos saberes e promovendo a paz na comunidade em que vivem. Buscar o profissionalismo, a auto-sustentabilidade de si mesmo, trabalhar a formação para cidadania política, cultural e contribuir na preservação das manifestações culturais da nossa região. É com esta perspectiva que estabelecemos nossa estratégia de atuação visando atingir principalmente a juventude excluída da sociedade por serem usuários de drogas, álcool e substancias entorpecentes.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Incentivar, apoiar, formar os grupos artísticos e comunidades que desejam participar do Projeto Cultural ANO DO SABER, participando dos cursos e oficinas profissionalizantes e assim apresentar suas manifestações culturais durante o projeto. *Conscientizar os participantes do projeto por meio dos plenários a importância da preservação dos costumes e culturas em nossa região, buscar a compreensão e colaboração de todos os envolvidos na comunidade escolar e na sociedade civil. *Fazer com que os envolvidos do projeto mantenham a idéia viva de que devemos respeitar as diferenças sociais e fazer valer os costumes que aprendemos dos nossos antepassados. *Abordar nas palestras os riscos que as drogas, o alcoolismo, o fumo, sexo sem proteção, higiene do corpo etc. pode afetar e colocar a nossa saúde em risco. *Oportunizar para que alunos e professores e participantes em geral, exponham suas idéias acerca da realização do projeto cultural ano do saber. A fim de melhorar para o próximo ano. Nosso projeto ano do saber além de buscar meios eficazes para preservar nossas manifestações culturais, busca e incentiva nossos jovens, adultos e o publico em geral a praticar esportes, preservar os costumes dos nossos antepassados, como por exemplo; criar grupo de capoeira, grupo de reisados, roda de são Gonçalo, sapateados, dança de rua, grupos de quadrilhas juninas, grupo de teatros, marujada, grupo de dança entre outros, essa é a nossa politica social, mostrar para a sociedade que cultivar a cultura e praticar o esporte podemos vencer o alcolismo, as drogas e a violência que a cada dia vem tomando conta da nossa sociedade.

FOTOGRAFIAS: Roda de São Gonçalo- DIA DO SABER

DADOS DO RESPONSÁVEL

Nome: APARECIDO PEREIRA DA SILVA

Profissão: PROFESSOR

Associação de Moradores de Sítio do Mato-Gameleira e Região

Endereço completo: GAMELEIRA – RUA VILA NOVA S/Nº CENTRO

Bairro: GAMELEIRA

Cidade: SÍTIO DO MATO

   

UF:BAHIA

CEP: 47610-000

Telefone: (77)9992-2094

E-mail:aparecido.gamela@hotmail.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GRUPO DE TEATRO “OS FILHOS DE EVA”
O Distrito conta com um Grupo de Teatro formado basicamente por atores que participaram dos filmes gravados em Gameleira. O grupo tem nome em homenagem a artista Eva Lima Machado de Itabuna-BA e é comandado por Harlison Almeida, que tem se dedicado a apresentar peças importantes como Paixão de Cristo, Lampião e Maria Bonita e entre outras peças respeitáveis. A mais produzida e impactante produção é A Paixão de Cristo. Esta peça se inicia na quinta-feira Santa, com a encenação do Lava Pés, e se estende pela Sexta-Feira Santa, em que retoma a rotina do julgamento até o crucifixo de Jesus Cristo. Crianças e adultos se emocionam no final de apresentação por apresentar cenas de grande comoção. A importância social do Grupo já é reconhecida pela população, que forma além de atores, cidadãos com mais disposição e vida em grupo mais produtiva, abrindo uma janela importante no campo da busca de objetivos e oportunidades melhores em relação ao que a região oferece.

CHECHEIRO & BANDAO
O tradicional conjunto musical denominado Checheiro & Banda foi criado  no ano de 1949 com a iniciativa de Chiquinho Leite. Seus integrantes partiam para os primeiros acordes:
Checheiro na Viola e Cavaco
Piroca de João Maciote no Violão
Vicente Custódio no Pandeiro
Vanderlino no Vocal

O grupo teve suas primeiras apresentações em festas de casamentos e demais eventos populares ganhando popularidade. O grupo nos anos 50 ganhou o nome de conjunto "Bola 7" apelidado por Nicodemos, devido a integração de mais três componentes rotativos. Atualmente Checheiro e Banda mantém as tradicionais machinhas de carnaval, alvoradas levando alegria à comunidade.

Adenor Pereira de Oliveira (Checheiro), filho de João Joaquim de Oliveira e dona Clotildes Pereira dos Santos Oliveira.  Nascido em Gameleira em 1931, hoje com 84 anos de idade , faz 66 anos de carreira musical.

Editorial do Site, Março de 2015. - gameleiradalapa.com.br