Após Protesto na BR-242, Obras de Recuperação da BA-161 Devem Ser Iniciadas em Agosto

A Rodovia BA-161, entre a BR-349 até a BR-242, que interliga Bom Jesus da Lapa, Sítio do Mato até o Muquém do São Francisco possui cerca de 147 km. Ainda na área de influência da rodovia contempla também os municípios de Santana, Serra Dourada, Brejolândia e Ibotirama, o que acaba aumentando a importância deste modal rodoviário para a Região Oeste da Bahia.

As péssimas situações da estrada nos últimos 10 anos foram destaques em duas TVs baianas, com reportagens exclusivas da TV Itapoan (Record Bahia) e TV Aratu (SBT Bahia), além de ser noticiada em diversos jornais e sites de notícias de grande circulação.

A forte degradação da rodovia inciou-se no final de 2006, e apenas parte deste problema foi resolvido pelo Governo do Estado até este momento de 2017.

Pela extensão, a via é dividida em três trechos fundamentais:

a) Trecho I -do entroncamento da BR-349 [Bom Jesus da Lapa] até Sítio do Mato (trecho recuperado e entregue em 2013)

b) Trecho II - de Sítio do Mato à Gameleira da Lapa (trecho recuperado e entregue em 2016)

c) Trecho III- de Gameleira da Lapa à BR-242/ 5M Muquém do São Francisco (trecho degradado e ainda não recuperado) 

(clique na imagem para ampliar)

Diante disso, o referido trecho pode ser considerado hoje como o pior em todo Estado da Bahia e um dos piores em todo território nacional. Diversos motoristas, profissionais do setor e agente públicos têm reconhecido a perversa condição desta rodovia.

Rencentemente, a equipe do Grupamento de Bombeiros da Bahia, sediada em Barreiras, teve que atender uma ocorrência no Distrito de Gameleira da Lapa, município de Sítio do Mato, e foi submetida a enfrentar as péssimas condições da BA-161, cujo trajeto de 70 km foi percorrido em mais de 4 horas; Romeiros da Região Norte do Brasil que participam da Romaria de Bom Jesus da Lapa relatam que precisam fazer um desvio de mais de 80 km, já que as condições da BA-161 não permite transitar, sendo que antes era o principal caminho até o município de Bom Jesus da Lapa.

Como noticiado na matéria abaixo, na manhã desta segunda-feira, 31 de julho, centenas de famílias, trabalhadores e estudantes bloquearam as duas vias da BR-242 no entroncamento com BA-161, na 5 M. Na ocasião, um congestionamento foi formado ao longo da via. No entanto, diversos caminhoneiros ao saberem das reivindicações populares acabaram apoiando os manifestantes. (clique na imagem para ampliar)

A notícia rapidamente se espalhou na Região Oeste da Bahia. Os líderes do movimento alegaram "abandono do Governo por não ter terminado o Trecho III da referida rodovia, depois de tanto sofrimento, tanta espera e tanta promessa." 

Diante da ocorrência, nossa redação comunicou as equipes do Governo do Estado e da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) para se posicionarem sobre os fatos; tendo a secretaria  respondido imediatamente sobre a situação em questão. (clique na imagem para ampliar)

Segundo a Seinfra, "as obras estão previstas para inciarem na segunda metade do mês de agosto". Serão cerca de 68 km de estrada recuperada, confirma o órgão competente pela rodovia estadual.

De fato, esta obra precisa ser iniciada urgentemente em razão do período de chuvas que deve chegar entre outubro e dezembro, seja em razão da necessidade da população ou seja pra evitar desperdício de recursos públicos.

Com a recuperação desta rodovia em curso, o ganho social para região deve trazer novas e boas expectativas. A produção agropecuária deve ganhar novo estímulo, além de melhorar a circulação de mercadorias e de pessoas nesta parte ribeirinha da Região Oeste, dando nova dinâmica para o desenvolvimento da região.


Matérias relacionadas

Protesto de Pedido de Recuperação da BA-161 Paralisa BR-242

Trecho da BA-161 de Gameleira da Lapa à BR-242 Continua Abandonado

Recuperação da BA-161 Pode Melhorar Credibilidade do Governo Estadual em Sítio do Mato e Região

Recuperação da BA-161

Category: Últimas Notícias

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 500 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 1-500 caracteres