BA-161: A Transamazônica do Nordeste Brasileiro

A situação da infraestrutura e do descaso em Sítio do Mato já é conhecido em várias partes do país. O famoso município de dois rios maravilhosos, o São Francisco e o Rio Corrente, encanta qualquer pessoa, além do reconhecimento no Cinema do município após os dois filmes nacionais, Narradores de Javé (gravado 70% no Distrito de Gameleira da Lapa) e Espelho D'água (parte gravada em Sítio do Mato), o município não está mais anônimo.

Desde o dia 22 de janeiro que 80% do município está isolado por vias terrestres. Mas este anúncio sempre foi alertado por nosso editorial há muito tempo, já que somente a sede continua com locomoção para outros municípios.

Enquanto a Capital do Estado, Salvador, não pode ter sequer um buraco nas ruas, Sítio do Mato já tem 10 anos que está com Rodovia em situações subumanas, principalmente no trecho Gameleira da Lapa à Sítio do Mato. Estão isolados dezenas de povoados, o Distrito de Gameleira da Lapa, mais de 15 Assentamentos Rurais e a Comunidade Quilombola do Barro-Vermelho.

Foto: Gissele

O Governo do Estado tem feito uma marcação tão forte com o município de Sítio do Mato que ninguém tem mais dúvida. Apesar de ter poucos votos, o município de Sítio do Mato contribui com milhões para os cofres do Governo do Estado. Isto poque, muitos recursos de repasse (do Governo Federal para o Governo do Estado) são em função da população e da renda. Ou seja, politicamente Sítio do Mato tem pouco valor, mas financeiramente é um fonte de recursos para o Governador do Estado, Rui Costa.

Os deputado estaduais e federais quase não foram úteis para o município, já que muitos que aqui são votados nem conhecem Sítio do Mato. Acreditem!! Nunca vieram no município. Alguns subiram a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia citando a situação. Já no congresso não existe registro de citação a Sítio do Mato e sua situação calamitosa. A população precisa rever os conceitos com relação aos parlamentares que não ajudam em nada, e mesmo assim, por contratos com os cabos eleitorais possuem votos.

Há 10 anos, o cotidiano do povo sofrido tem sido carros atolados, carros quebrados, acidente com carros e ambulância, ônibus de passageiros atolados e descido a banca, acidente com motos, buracos sem fim...enfim, inacreditável para o mundo moderno que vivemos. Alguns motoristas tentam passar na rodovia, mas voltam na metade do caminho. Está um verdadeiro deserto em uma das principais estradas estaduais do Oeste da Bahia.

Alguns caminhoneiros ficam horrorizados que esta situação se manteve por muito tempo, e chegam a comparar com a famosa Transamazônica dado a quantidade de acidentes e atoleiros na Rodovia baiana, que já é considerada a pior do Estado. Nossa redação recebe constantemente informações de diversas pessoas, profissionais liberais e filhos da nossa terra, mostrando profunda indignação.

Assim, caso esta Rodovia BA-161 seja reconstruída, seja por vontade política ou por força da lei, os políticos precisam fazer um minuto de silêncio e pedir desculpas ao povo de Sítio do Mato. E que em nenhum momento seja feita politica ou politicagem barata, tentando ludibriar a população esperançosa da região. Caso contrário, a população precisa repudiar.

Foto: Gissele

A Prefeitura Municipal de Sítio do Mato precisa declarar Estado de Calamidade Pública, decorrente da situação da Rodovia, de forma que possa receber ajuda e os órgãos competentes terem conhecimento. Precisa pedir ajuda às Prefeituras de Bom Jesus da Lapa e Paratinga para enfrentar o pior momento da história de Sítio do Mato, provocado pelo Governo do Estado da Bahia. Bom Jesus da Lapa poderia ajudar com a Ambulancha, já que o município está praticamente assistido com veículos. E Paratinga poderia dá suporte nas travessias de veículos e passageiros na altura da Vale Verde. Era importante também, a Prefeitura disponibilizar as máquinas do PAC em pontos estratégicos para possíveis imprevistos. 

O isolamento atual somado os prejuízos dos 10 anos são incalculáveis. Alguns doentes que necessitam de tratamento contínuo estão em estado de choque, pois qualquer alteração pode comprometer o estado de saúde, já que não tem ambulância e nem medicamentos suficientes. Gás de cozinha ainda se encontra em falta, e a madeira molhada impede a população de voltar o fogão a lenha. O transporte de passageiro (Gameleira à Lapa) está parado, alguns tentam mas voltam no caminho, pois existe risco de vida.

A riqueza que a natureza deu a Bahia é totalmente desperdiçada pelos maus políticos. Sítio do Mato é vítima de descanso, desrespeito e principalmente pela falta de humanidade. Todo material que recebemos, enviamos até para Organização das Nações Unidas (ONU), quem sabe a ajuda não vem de fora.

Category: Últimas Notícias

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 500 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 1-500 caracteres