Final de Ano Deve Movimentar Quase R$ 1 Milhão em Gameleira

Apesar do momento de crise econômica no país, o Distrito de Gameleira da Lapa mantém seu ritmo de negócios, e faz o dinheiro girar. Um dos períodos mais esperados do Distrito é o final de ano, período em que existem muitas confraternizações, chegada de visitantes e conterrâneos e muitas festas na localidade. Somando-se a essa dinâmica, ocorre a injeção de recursos através do 13º salários dos empregados e aposentados, a venda da lavoura (remanescente), o Seguro-Defeso (Pesca) e transferência de recursos das famílias que moram fora, além dos gastos dos turistas e visitantes.

Estima-se que com o aquecimento das vendas dos comércios varejistas e atacadistas, do fluxo de hospedes nos hotéis e pousadas, as vendas dos bares e restaurantes, do aumento do consumo de energia e de água, do comércio de alimentos e dos shows em vistas, Gameleira deve gerar cerca de R$ 600 mil em movimento financeiro neste período de fim de ano, que vai de dezembro até meados de janeiro.

O resultado só não é maior devido às condições precárias da rodovia BA-161, que afugenta o turismo, e também da forte estiagem que atingiu e afeta o setor agropecuário. A irregularidade do Rio São Francisco também prejudicou as atividades dos produtores de lavouras temporárias, importante fonte de renda nesse período do ano.

Desses R$ 600 mil movimentados, cerca de 30% são de impostos, dividido entre Federal, Estadual e Municipal. Isto é, pouco mais de R$ 180 mil são recursos que vão para os cofres do Governo Federal, do Estado e da Prefeitura.

A Bahia possui 438 Distritos, em população Gameleira da Lapa é 126º maior, segundo dados do IBGE. Mas, em movimentação financeira e negócios, Gameleira está entre os 30 mais dinâmicos da Bahia, mesmo com todas as adversidades e questões climáticas que a população local enfrenta. 

Category: Últimas Notícias

Deixar seu comentário

Postar comentário

0 / 500 Restrição de Caracter
Seu texto deve conter 1-500 caracteres
  • Nenhum comentário encontrado