Denúncia por corrupção contra o presidente Michel Temer

MICHEL MIGUEL TEMER LULIA e RODRIGO SANTOS DA ROCHA LOURES (ex-assessor de Michel Temer), praticaram, na conversa com RODRIGO LOURES, RICARDO lançou mão de anotações para orientar sua explanação e houve o detalhamento do esquema do pagamento previamente acertado da seguinte maneira: R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) como propina por semana, quando o PLD for fixado com o preço entre R$ 300,00 e R$ 400,00, e de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), quando o PLD ultrapassar os R$ 400,00. O mencionado PLD é a sigla de “Preço de Liquidação das Diferenças”, valor fixado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em R$/MWh, para a comercialização da energia. A oferta dos executivos da J&F era de que o pagamento das vantagens indevidas permanecesse por cerca de 20 anos. O valor de R$ 38 milhões resulta da multiplicação do valor referido na nota anterior pelo número de semanas de vigência do contrato celebrado entre AMBAR e PETROBRAS, referido em tópico sucessivo, ou seja, R$ 1 milhão por semana durante 38 semanas.  As condutas de JOESLEY BATISTA e RICARDO SAUD revelam os crimes de corrupção ativa (art.333 c/c art. 29 do CP). (imagem abaixo, extraída dos anexos da denúncia).

A Câmara dos Deputados decidiu na quarta-feira 02 de agosto 2017 com 263 votos a favor do arquivamento, e assim não autorizar o prosseguimento da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção passiva.

VOTO A FAVOR= A FAVOR DO ARQUIVAMENTO DA DENÚNCIA (Não autoriza a investigação)

VOTO CONTRA= CONTRA O ARQUIVAMENTO (Autoriza a investigação)

COMO VOTARAM OS DEPUTADOS FEDERAIS DA BAHIA
Afonso Florence PT  CONTRA
Alice Portugal PCdoB CONTRA
Antonio Brito PSD  CONTRA
Antonio Imbassahy PSDB A FAVOR
Arthur Oliveira Maia PPS  A FAVOR
Bacelar Pode CONTRA
Bebeto PSB  CONTRA
Benito Gama PTB A FAVOR
Cacá Leão PP  A FAVOR
Caetano PT  CONTRA
Claudio Cajado DEM  A FAVOR
Daniel Almeida PCdoB  CONTRA
Elmar Nascimento DEM A FAVOR
Erivelton Santana PEN  A FAVOR
Félix Mendonça Junior PDT  CONTRA
Fernando Torres PSD  CONTRA
Irmão Lazaro PSC  CONTRA
João Carlos Bacelar PR  A FAVOR
João Gualberto PSDB  CONTRA
Jorge Solla PT  CONTRA
José Carlos Aleluia DEM A FAVOR
José Carlos Araújo PR A FAVOR
José Nunes PSD CONTRA
José Rocha PR  A FAVOR
Josias Gomes PT CONTRA
Jutahy Junior PSDB  CONTRA
Lucio Viera Lima PMDB A FAVOR
Márcio Marinho PRB A FAVOR
Mário Negromonte Jr PP  A FAVOR
Nelson Pellegrino PT  CONTRA
Pastor Luciano Braga PRB  A FAVOR
Paulo Azi DEM A FAVOR
Paulo Magalhães PSD CONTRA
Roberto Brito PP  A FAVOR
Sérgio Brito PSD  CONTRA
Uldurico Junior PV CONTRA
Valmir Assunção PT CONTRA
Waldenor Pereira PT  CONTRA
Todos Deputados UF

EMENDAS PARLAMENTARES

Segundo levantamento da ONG Contas Abertas, a maior parte da liberação dos recursos aconteceu no mês de julho: 2,1 bilhões de reais foram empenhados no período. A “generosidade” do peemedebista é vista como moeda de troca para tentar barrar a denúncia contra corrupção passiva que tramita contra ele na Câmara dos Deputados.

 

(...) No mesmo tom, afirmou JOESLEY BATISTA no depoimento prestado perante a autoridade policial às fls. 670/682:109 “Que os valores entregues no dia 24/04/2017 a RODRIGO DA ROCHA LOURES por RICARDO SAUD eram destinados a alimentar o grupo PMDB da Câmara, representado nos seus interesses pelo Presidente MICHEL TEMER; Que RODRIGO DA ROCHA LOURES não tem influência política para intervir em decisões de órgão públicos, sendo um mero 'mensageiro', longa manus ou 'porta-voz' do Presidente MICHEL TEMER; Que, inclusive, o contexto das conversas empreendidas com RODRIGO DA ROCHA LOURES é no sentido de que está falando em nome do Presidente MICHEL TEMER.

DEMANDA NO GOVERNO

O Palácio do Planalto começou a demitir mais de uma centena de aliados de deputados que votaram a favor das investigações da denúncia, o número de demissões deve chegar a cerca de 140, segundo articuladores políticos do governo e estão sendo punidos parlamentares de todos os partidos em que houve "traições", novas indicações para esses postos já foram feitas e estão em análise pela Casa Civil.

Dezenas de exonerações ocorreram na última semana. Foram demitidos, por exemplo, superintendentes regionais do Incra indicados pelos deputados Fernando Francischini (SD-PR), Laércio Oliveira (SD-SE) e Carlos Manato (SD-ES), O deputado Alan Rick (DEM-AC), que havia prometido votar com Temer e recuou, perdeu um cargo na Funasa no Acre. Também foram exonerados um diretor da Agência Nacional de Mineração apadrinhado por Paulo Foletto (PSB-ES) e um delegado do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Espírito Santo indicado por Manato. O governo vai redistribuir esses cargos para premiar os deputados que ajudaram a barrar a denúncia, além de negociar a aprovação de projetos de seu interesse e reabrir a discussão sobre a reforma da Previdência.

 

Link abaixo, acesso ao teor da denúncia e defesa 

INQUÉRITO 4.483 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

COTA MINISTERIAL

DEFESA MICHEL TEMER - CONJUR

FONTE:
www.valor.com.br

Categoria Pai: Cidadania
Category: CONGRESSO NACIONAL